universitaria seguros seguro de vida: tudo o que você precisa saber

Seguro de Vida: Tudo o que você precisa saber

Em 30/04/2019 por eduarda

Nem todas as pessoas têm a consciência da importância do que representa adquirir um seguro de vida e o auxílio que oferece na prevenção dos riscos do dia a dia.

Abaixo tiramos as principais dúvidas para você entender a importância e os benefícios que o seguro de vida oferece.

 

Qual o objetivo do seguro de vida?

Garantir a proteção financeira para seus familiares e/ou pessoas que dependem de você, no caso de sua falta.

 

O que o seguro de vida cobre?

O contrato possui obrigatoriamente a cobertura para o risco de morte, ocorrida por causa natural ou acidental, e é possível adicionar coberturas como:

- Invalidez por acidente: Consiste no pagamento do capital segurado em caso de invalidez permanente, por motivo de acidente pessoal, que impossibilite de continuar com seus afazeres diários.

- Despesas Médico-Hospitalares e Odontológicas: Garanta o pagamento referente a despesas médico-hospitalares e odontológicas para tratamento decorrente de acidente com cobertura do seguro.

- Assistência Funeral Individual ou Familiar: Oferece a você ou a seus familiares uma indenização para despesas com funeral.

- Doenças graves: se for diagnosticado com uma das doenças e procedimentos cobertos no seguro, você receberá uma indenização para usar no tratamento.

- Seguro de vida especial para mulheres: em caso de diagnóstico de câncer de mama, útero ou ovário a segurada recebe a indenização antecipada para utilizar no tratamento.

 

Vale a pena contratar seguro para doenças graves?

Doenças, assim como acidentes, são muitas vezes imprevisíveis. Mas alguns fatores devem ser levados em consideração na hora de escolher as coberturas da sua apólice. Segundo o corretor de seguros, Adriano Militz, “Tudo o que for acrescentado ou subtraído da apólice irá influenciar no valor final do seu seguro de vida. É considerável contratar uma apólice de doenças graves visando a prevenção a doenças existentes na família, já que se tem algumas chances de futuramente desenvolvê-las”.

 

Atente-se ao capital segurado:

O capital segurado é o valor máximo que será pago em caso de algum sinistro coberto na apólice do seguro de vida. De acordo com Adriano Militz, da Universitária Corretora de Seguros, quem escolhe esse valor é o segurado, na hora da contratação do seguro e é importante ele escolher o capital segurado com atenção. Ele dá a dica: “Pense em um valor que seria adequado para você e seus beneficiários, caso ocorra algum incidente. Esse valor irá cobrir todos os gastos necessários?”

 

Transferência de recursos aos herdeiros sem burocracia

O seguro de vida é muito usado no planejamento sucessório, isto é, no planejamento da transmissão dos bens para os herdeiros. A razão é que a indenização não entra em inventário, sendo transmitida diretamente aos beneficiários sem burocracia.

Além disso, não está sujeita à cobrança de imposto de renda ou Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doações (ITCMD), tributo estadual que incide sobre a transmissão de heranças.

O seguro de vida, portanto, garante que a família do segurado não fique sem recursos enquanto aguarda o inventário dos bens do falecido. A indenização pode ser usada não só para a família se manter, mas para arcar com os custos do próprio inventário, que não são desprezíveis.

 Sendo assim, o seguro de vida é um instrumento de proteção social, já que contribui para amenizar as condições financeiras desfavoráveis que o segurado ou seu(s) beneficiário(s) poderão enfrentar, se algum dos riscos cobertos se concretizar. Se você tiver alguma dúvida converse com a Universitária Corretora de Seguros.

 

Voltar
© Universitária Corretora de Seguros - Todos os direitos reservados.